Livros

A Menina Submersa

DSC_5597

Já faz um bom tempo que li A Menina Submersa e ela de vez em quando ainda aparece na minha cabeça. A história da India Morgan Phelps ou Imp, impactou de uma maneira que eu não esperava, tanto que para terminar de ler foi uma tarefa difícil, pois não é aquele tipo de livro que você lê em uma tacada só. Leva tempo para você absorver tudo.

A história de fantasmas de Imp começa quando encontra a misteriosa Eva Canning que vira sua cabeça do avesso . A partir daí, conhecemos duas etapas da história de Imp: a antes de Eva Canning e a depois de Eva Canning.

Como disse anteriormente, a leitura de A Menina Submersa não é nada fácil, pois aqui estamos lhe dando com uma narrativa em primeira pessoa, que muitas vezes caminha em terceira e não conta toda a veracidade dos fatos, pois em muitas vezes sentimos a protagonista entrando em devaneio.

São esses devaneios que podem comprometer um pouco o andamento da história por serem extensos demais, tornando um pouco cansativo e desmotivador de ler. Também há alguns momentos pesados que se você se posicionar como protagonista da narrativa, pode ser que você não consiga ler até o fim.

A autora tem uma escrita tão convincente que eu achei que certos eventos da história fossem reais, como por exemplo o quadro da Menina Submersa de Philip George Saltonstall, que cheguei a procurar no Google para ver se existia! hehehe

Ainda assim a história possuiu aspectos bastante interessantes como a personagem Abalyn que está ali para trazer a Imp de volta à realidade e com uma história de vida bem interessante sobre a questão de transsexualidade, que até então não havia lido nada parecido.

A Menina Submersa trás uma história de fantasmas cheia de reflexões e ensinamentos profundos sobre problemas mentais e sexualidade com uma pitada de misticismo e mistério.

Nota:4/5

Se você já leu, me conte o que achou. 😉

Até o próximo post!

Redes Sociais:  FacebookInstagramTwitter

Fotografia

Kamile Fernandes

Olha quem resolveu aparecer!

Dessa vez quero voltar com meu humilde bloguinho. Já fiz isso tantas, tantas e tantas vezes mas, não adianta, eu amo escrever. Nem que seja só para escrever bobagem sobre meu dia, sobre o que andei fazendo e o que andei lendo.

Reviravoltas nos últimos tempos me fizeram pensar no que é que ando fazendo da minha vida. E decidi (eu acho).

Voltei a fotografar e agora quero me especializar em ensaios femininos, casais e ideias que surgirem por aí. Então por isso, resolvi postar aqui o ensaio que fiz com a linda da Kamile Fernandes, que foi responsável por finalmente me encontrar num estilo de edição.

Bora lá ver as fotinhos?

E aí, gostaram? Se sim, aguardo seu comentário!

Até o próximo post!

Redes Sociais:  FacebookInstagramTwitter  ❤

About Me

Ainda estou pensando no título

31712468940_23eb455301_k.jpg

Ainda estou pensando no título deste post.

Ainda estou pensando o que fazer com esse blog. Tantas coisas que queria fazer e fiquei presa no ainda e se bobear ainda estou presa no ainda.

Ainda, ainda e ainda. Parei no ainda e não consigo sair. Minha mente está a mil mas o corpo não anda, não mexe, não resolve o que quer.

Tantos projetos ainda em mente, mas ainda estou sem vontade. Leituras, séries e outros projetos ainda estacionados em algum lugar aqui no quarto.

Mas hoje foi diferente, ainda tenho vontade de escrever e hoje ela resolver andar. Agora estou aqui escrevendo. Talvez hoje não foi tão ruim assim, tantas coisas espalhadas pelo quarto e uma resolveu sair. Resolveu se manifestar em nome das outras.

O meu ainda na verdade tem nome, mas ele se manifesta mais na palavra ainda. Ele também começa com a letra “A” , mas ele é um pouco grande, e acho que ele (ou ela) prefere ficar com ainda.

Tem dias que o ainda me faz parar, tem dias que o ainda me faz desmotivar. Tem dias que ele desiste de mim um pouco e depois torna a voltar. É um ciclo.

Mas hoje algo saiu, hoje algo fluiu! Ainda bem…

Fotografia

#DesafioPrimeira #1

Chegou o mês de Outubro e esse mês eu resolvi participar do desafio fotográfico de Luh Testoni. Não conhece a Luh? Essa moça maravilhosa, foi quem criou o desafio e além de criar um conteúdo super legal para fotógrafos não-profissionais mas que mesmo assim querem algo legal e de qualidade para suas fotos.

O #desafioprimeira acontece todo mês, basicamente você tem que tirar uma foto por dia de acordo o mês que você escolher. Resolvi participar, porque ando muito preguiçosa. Entrei numa zona de conforto e minha criatividade não estava lá muito de bem comigo. Aí que o mês de outubro chega, a gente respira, tira o pó da cuca e vai lá trabalhar a imaginação e a criatividade.

desafioprimeira-Agosto-2.png

Até este momento estou surpresa por chegar a primeira semana, vamos torcer para eu não flopar nos últimos tempos!

Sem mais delongas, vamos para as fotos da semana!

1- Câmera

30052738865_78bd2ce183_o.jpg

2- Começa com N… Nikon! há!

DSC_9282.jpg

3- É hora de… voltar ao trabalho! (E não é que voltei mesmo?)

DSC_9300.jpg

4- Animal 

dsc_5439

5- Cor Laranja

Processed with Snapseed.

6- Dupla

dsc_9314

7- Começa com A

dsc_9572

8- Roupa do dia

14620069_1178468932212034_2009450620_n.jpg9- Pernas

dsc_9590

Tem sido um belo de um desafio mesmo, mas nem acredito que consegui completar a primeira semana! Me acompanhe no Instagram para ver se termino (ou não) esse desafio.

E vocês que desafios de fotografia andam fazendo? Me contem nos comentários!

Até o próximo post e boa semana para nós! ❤