Livros

Cidades de Papel

_DSC0035 cópia

Cidades de Papel é terceiro livro do John Green, originalmente lançado em 2008 nos Estados Unidos, chegou às prateleiras brasileiras somente esse ano sendo publicado pela editora Intrínseca. Ganhador do prêmio Edgar de Melhor Romance de Mistério Juvenil em 2009, esse é um livro mais misterioso e metafórico escrito pelo autor e também um dos seus queridinhos, já que história se passa na sua terra natal Orlando – Florida.

Quentin Jacobsen, ou Q, é  completamente apaixonado por sua vizinha Margo Roth Spiegelman desde que era mais novo. Até que um certo dia, Margo aparece no seu quarto vestida de ninja  e com o rosto pintado de preto convidando o rapaz para um aventura durante a noite para ajuda-lá com seu plano de vingança. Como bom garoto apaixonado, ele aceita. Depois de uma noite cheia de aventuras, Q descobre que Margo fugiu e que deixou pistas para ele encontrá-la e assim sai em busca dela, juntamente com seus amigos Ben e Radar.

Narrado sob a perspectiva de Quentin, a todo o momento mergulhamos em seus pensamentos, sua reflexões e questionamentos sobre a sua paixão pela moça. Na procura pela jovem, podemos notar que cada personagem começa criar uma nova Margo sob seu ponto de vista, mostrando uma jovem totalmente diferente do que ela vinha ser nas últimas semanas de aula.

(…) Antes que eu pudesse dizer qualquer palavra, seus olhos se voltaram para a vista e ela começou a falar: – Eis o que não é bonito em tudo isso: daqui não se vê a poeira ou tinta rachando ou sei lá o quê, mas dá para ver o que este lugar é de verdade.  Dá para ver o quanto é falso. Não é nem consistente o suficiente para ser feito de plástico. É uma cidade de papel.”

Com uma escrita leve e leitura rápida, Cidades de Papel é um livro envolvente do começo ao fim. Somos levados a todo o momento a pensar sobre questões de como somos superficiais em relação as nossas vidas sem olhar para o próximo, consumismo e como somos presos à rotina.É impossível não sentir uma certa semelhança com o livro Quem é você, Alasca? que também é dotado de diversas reflexões.

Sendo a linguagem totalmente adolescente, Cidades de Papel soa como um típico filme jovens estadunidenses quem saem busca de algo que se torne significante em suas vidas junto com uma pitada de aventura e romance.

Apesar de ter gostado do livro, apenas dei 4 estrelas no skoob para ele porque ainda não conseguiu tirar do topo o meu preferido que é A Culpa é das Estrelas.

Quando terminei o livro, não consegui parar de pensar nele e uma música do Paramore ficou tocando a minha cabeça o dia inteiro. É a música do novo álbum deles, chamada “Grow Up”, a letra dela me lembra muito a personagem Margo Roth Spiegelman.

Quem quiser acompanhar as minhas leituras e saber quais as próximas resenhas é só me adicionar no meu perfil no skoob.

Espero que tenham gostado e até o próximo post!

Com amor,

Daniela Farias. ♥

Anúncios

34 comentários em “Cidades de Papel

  1. Danilinda! Primeiramente, adoro suas fotos ❤
    E segundo, mesmo sua resenha tendo sido muito convincente eu até hoje não tive vontade de ler esse livro, nem sei exatamente porquê, mas parece que essa história deles não me convence muito, parece meio clichê, meio YA demais, sei lá '-' também pode ser só impressão minha haha.
    Bom restinho de domingo 🙂

    Curtir

      1. O Teorema não estou gostando muito, pra ser sincera. Não gostei muito do Colin, mas por incrível que parece percebi uma ou duas coisas em comum comigo, depois eu comento isso em resenha, haha. Estou meio que me arrastando na leitura. :~
        Pode ser que eu mude de idéia sim, não vou deixar de tentar 🙂
        Beijos!

        Curtir

  2. Eu tenho esse livro, mas nunca li. É o maior de todos do box que eu tenho! Folheei algumas vezes e ele parece ser muito bom. Dani, como você se sente agora que John Green virou “modinha”? Tem umas crianças da minha escola que vão fazer uma peça de A Culpa É das Estrelas, mas eles mudaram tudo! Fiquei tããão chateada 😛
    Enfim, adorei o post! beijinhos

    Curtir

    1. Olha, eu odeio modismos. Sinto muito irritada quando vejo algo que eu gosto virando moda, só quem é fã de verdade entende esse tipo de sentimento. Mas, por um lado, John Green é um grande escritor e esse reconhecimento todo que ele está tendo é muito mais que merecido.
      Sério que mudaram? Vão fazer um final feliz, aposto! hahaha
      Beijinhos Julie! ❤

      Curtir

  3. olha o nome desse livro, gente… que coisa mais linda.
    o john me surpreendeu demais em A Culpa é das Estrelas, porque todo mundo falava super bem e eu achava que não seria tuuudo isso. aí eu li e constatei que é o melhor livro da minha vida.

    ainda não li outro $, mas espero poder fazer isso em breve.
    sua resenha me motivou a ler esse aí, vamos ver qual chega primeiro nas minhas mãos haha

    adoro romancinhos, amorzinhos, mas sem aquele nhénhénhé. gosto de reflexões, sabe? e parece que esse é bem assim.

    boa semana, Dani!

    http://www.pe-dri-nha.blogspot.com

    Curtir

  4. Hey Dani , Ameii o livro .. Mesmo depois de ter lido o livro, vim ver a resenha .
    Meus amigos não gostaram muuito , mas eu adorei !!
    Ri muito ,e não é uma comédia forçada e chata , sabe??
    Foi o meu primeiro livro do John . O que só me fez querer ler ainda mais A Culpa é das Estrela , e já vou começar a ler hj .

    Só para não perder o habito que eu amei … Amei falar Margo Roth Spiegelman !
    XOXO ,
    Mel O.

    Curtir

    1. Eu gostei mais desse livro do que Teorema Katherine!
      Tens que ler Culpa é das Estrelas, nossa aquele livro lá foi o ápice da inspiração do John Green!
      É muito bom falar Margo Roth Spiegelman, queria um sobrenome desses assim! .-.
      Obrigada pelo comentário Mel! ❤

      Curtir

  5. Bom, meu livro no topo da lista também é A culpa é das estrelas, e sou apaixonada pelos O.k dos livros do John green, já li o teorema Katherine e também me apaixonei, e no momento quero muito ler Quem é você, Alasca?
    E gostei de ver que você responde todos os comentários, isso é bem legal. Mas talvez não responda o meu.
    De qualquer forma, estou me cadastrando no skoob só pra te adicionar.

    Curtir

    1. Oi Gi!
      John Green é bom demais!
      Você viu o trailer de Culpa é das Estrelas? Já saiu, a qualidade é ruim aí não dá para analisar muito. hehehe
      Você já fez? Me adiciona lá! ❤
      Obrigada pelos comentários!
      Boa semana! 😉

      Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s