Livros

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner

_DSC0033 cópia

Resolvi começar o ano dando mais uma chance a escritora Stephenie Meyer, com o livro A Breve Segunda Vida de Bree Tanner. Mas antes vou contar um pouquinho como foi a minha história com a Saga Crepúsculo. Eu, definitivamente, amei muito o primeiro livro da série, fiquei quase louca com ele e até consegui tolerar o fato dos vampiros brilharem ao sol. Já em Lua Nova, meu amor cresceu já que a chegada de Jacob deu um outro ar para história e isso aumentou a minha expectativas em relação à série. Maaas, em Eclipse começou a me deixar irritada em algumas coisas principalmente pelo Edward, aquele “mimimi” dele já estava me irritando muito e autora se perdeu um pouco no desenvolvimento do personagem deixando que o Jacob ganhasse todo o destaque. E Amanhecer, não preciso falar muito, apenas dois fatores me fizeram desistir de ler o livro até o final: a gravidez sobrenatural da Bella e o imprinting do Jacob. Não concordei com muita coisa que aconteceu nos últimos livros, acho que a pressa por causa da popularidade foi um dos motivos que fez Stephenie Meyer pecar em vários momentos da história. Agora, meus caros leitores, por quê voltei a dar essa segunda chance a essa escritora? Simples, acho que todos merecemos uma segunda chance e também porque o livro estava super barato quando eu o vi no sebo. hahaha

Bree Tanner é uma personagem que aparece no terceiro livro da série, uma personagem sem destaque já que a sua aparição no livro é super rápida. Nesse livro vemos como era Bree antes do encontro dela com Bella e os Cullen. A história dela é até interessante, mas não é tão envolvente pelo fato de já sabermos o que acontece com ela e também por não ser uma personagem que cative a história. A escrita da Stephenie Meyer é boa mas, infelizmente, ela se deixa levar por planos mirabolantes que muitas vezes não fazem sentido. O final, previsível, também ficou sem sentido e aqui sou obrigada a soltar um spoiler (desculpa aos que não leram a série, se quiserem pode fechar esta página). Por que os Cullen não se dispuseram a lutar pela vida de Bree, impedido que os Volturi a matasse sendo que o Jasper antes de integrar ao clã dos Cullen era um vampiro que tomava sangue humano? Jasper era um vampiro bem mais velho do que Bree com toda certeza seria bem mais difícil faze-lo trocar de sangue do que ela, e os Volturi a mataram mesmo sabendo que Victoria já estava morta e o que Bree iria ser capaz de fazer em relação a isso? Isso me deixou um pouco indignada, acho que se fosse pensando melhor a história da jovem Bree Tanner poderia ter um desfecho muito melhor.

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner – Stephenie Meyer.

Nota: 2/5.

Páginas: 192.

Ano: 2010.

Editora: Intrínseca.

ISBN: 978-85-98078-80-9.

Então pessoal, essa é a minha opinião sobre o livro e qual é a sua? Gostou? Sim ou não, deixe sua opinião nos comentários abaixo!

Com amor,

Daniela Farias.♥

 Me siga nas redes sociais: FacebookInstagramTwitter , Flickr e Skoob.

Anúncios

10 comentários em “A Breve Segunda Vida de Bree Tanner

  1. Nunca tive vontade de ler a saga Crepúsculo e sinceramente não me deu a minima vontade de ler esse também. Tem tantos livros no mundo e tantos autores que ainda não tem fama, vou dar chance a eles primeiro!Hehehe
    =*

    Curtir

  2. Momento eu confesso que… Tenho preconceito com a Stephenie Meyer.
    Ai me julguem, mesmo que eu tenha assistido aos filmes eu não tenho um pingo de vontade de ler a Saga.
    Ai, eu tomei uma antipatia pelo Edward sem nem ler nas entrelinhas, haha. Meu relacionamento com o Pattinson (sim, porque nós construímos u,) só surgiu quando eu assisti “Remember Me”, porque ôoo coisinha chata ele no papel de vampiro com pó de arroz em excesso -_-‘

    Quanto a este livro, com esta nota final, obrigada, dispenso 😉

    Bjos xará!

    Curtir

    1. Don’t worry, eu te entendo.
      Mas eu gostei dela de verdade no começo, mas como eu disse decaiu muito.
      Gente, ele tá um gato nesse filme né? Morri de ciúmes quando ele começou a namorar a Kristen. hahaha
      O Edward foi o personagem mais mal desenvolvido que conheci.
      Beijinhos xará! ♥

      Curtir

  3. Tenho esse livro em capa branca, e só não me arrependi de ter comprado porque a capa é linda! Hahahah
    Gostei da sua resenha Dani, qual sebo você foi? Estou precisando voltar ao sebo logo logo, se quiser podemos ir juntas e dar um click’s por lá! Hahaha
    Beijinhos! Ah! E adorei o novo cabeçalho do blog. :}

    Curtir

    1. Essa versão da capa branca é lindíssima mesmo!
      Ah história não é grande coisa mas enfim, se quiser ler aconselho ler Eclipse antes.
      Eu fui no sebo perto do colégio Conceito, foi super barato esse livro.
      Ah obrigada, fico feliz em saber que tenhas gostado!
      Se você quiser, podemos bater foto sim!
      Beijos! ♥

      Curtir

  4. Oiiiiii dona flor!

    Eu achei esse livro melhor que todos os quatro livros da série da Meyer juntos, e vou te dizer pq: ele foca nos sentimentos da Bree em se transformar, em como ela lida com isso, e não em um romance babaca onde a mulher é subjugada de forma gratuita (não sou feminista, mas Crepúsculo e a adoração à Bella é algo que me enervam infelizmente, mas é uma opinião minha). Mas como no geral a escrita e as histórias da Meyer são ruins, tbm achei o livro fraco. :///

    Beijooo!!!

    Curtir

    1. Exatamente!
      Se for para comparar com os outros livros da série eu concordo com você também. A história da Bree é interessante, mas foi tão rápida a passagem dela que nem deu tempo de nos apegarmos a ela. O mau desenvolvimento da história contribuiu que a série toda fosse fraca. Nem eu sou feminista, mas nunca reparado por esse lado e se for pensar é bem isso mesmo, gira em tudo em torno da Bella.
      Adorei seu comentário Raquel!
      Sempre com te ver por aqui.
      Beijinhos! ❤

      Curtir

  5. Eu também gostei muito do primeiro livro da saga, na época, Dani. Eu estava no fundamental. Mas isso acho que não influenciou. A história, no primeiro livro, realmente é muito cativante. Mas acho que a saga inteira poderia ter sido escrita em dois livros, e sem esse mimimi intenso do Edward. Com o passar da saga, já no segundo livro, eu fui deixando de gostar da história. Até o ponto em que me peguei pensando “será que quem escreveu Amanhecer foi a mesma autora que escreveu o Crepúsculo?”, porque, realmente, achei muito diferente a escrita da autora e o desfecho que ela deu. Mas enfim, quase não me lembro da história, acho que apaguei grande parte dela rs
    Na época em que saiu esse livro eu fiquei com vontade de lê-lo, mas depois logo se esvaiu. Agora não tenho a mínima, pois nunca vi uma resenha positiva ou realmente empolgante do livro. Simplesmente porque ele não parece ser mesmo… A Bree não parece envolver, como você disse. Não me parece cativante.

    Beijos, Dani!
    Mell Ferraz
    http://www.literature-se.com/

    Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s