Livros

Cartas de Amor aos Mortos

_DSC0133 cópiacartasdeamoraosmortos

Olá!

Depois depois de quase não postar quase nada, estou aqui para falar de um livro que tomou todo meu amor, o livro Cartas de Amor aos Mortos que foi lançado pela Editora Seguinte no dia 05/07.

Sinopse: ” Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.” Fonte: Skoob

Nunca uma simples tarefa escolar pôde causar tanto impacto na vida de alguém. No caso de Laurel, que tinha como dever escrever uma carta para alguém que já se foi, foi algo intensamente revelador e muito libertador.Após perder a irmã em um acidente, Laurel se vê obrigada a levar a vida sem ela e enfrentar seus fantasmas do passado na medida em que vai escrevendo as cartas aos seus ídolos que marcaram sua vida e de sua irmã.

_DSC0140 cópiacarta

É impossível não fazer uma comparação com o livro As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky, narrativa em forma de cartas, personagens introspectivos que iniciam uma jornada de auto conhecimento por tarefas exigidas por professores. Demorei um pouco para entrar no embalo do livro até porque essa semelhança fez parecer que eu estava lendo uma versão feminina da história de Charlie, um personagem que não havia me cativado nenhum pouco quando eu li o livro. Mas graças aos deuses novos e antigos, o desenvolvimento da personagem Laurel torna-se diferente da história de Charlie, ao invés de ficar observando o mundo a sua volta Laurel se abre para entender tudo o que está acontecendo em sua vida, aos poucos refletindo sobre suas atitudes e sobre sua irmã.

A visão que Laurel tem sobre sua irmã é de que ela é perfeita, que ela é elo que une sua família e que com a morte dela esse elo veio se quebrar, mas esse olhar vai mudando aos poucos à partir do momento que Laurel vai se descobrindo através da vida, história, músicas de seus ídolos. O que ganhou meu coração foi o fato das histórias dos artistas mencionados serem intercalados com a história de Laurel. Ter duas perspectivas de histórias tão diferentes e reais, me fez refletir ainda mais sobre as coisas em minha volta, repensar em atitudes e ver que nenhum de nós somos perfeitos.

_DSC0151 cópiaplay

“- Sabe por que se apaixonar é o que pode acontecer de mais profundo com uma pessoa? Porque quando estamos apaixonados, estamos totalmente em perigo e completamente salvos, os dois ao mesmo tempo.” Pg. 156

Sobre autora

ava-dellaira-by-tom-dellaira

Ava Dellaira é formada na Universidade de Chicago e mestre na Iowa Writers’ Workshop e mudou-se para Los Angeles onde teve a oportunidade de trabalhar com Stephen Chbosky, seu maior incentivador. Atualmente mora em Santa Monica onde está escrevendo seu segundo romance. Redes Sociais: Site Oficial, Facebook e Twitter.

 

 

 Cartas de Amor aos Mortos – Ava Dellaira.

Nota: 4/5.

Páginas: 344.

Ano: 2014.

Editora: Seguinte.

ISBN: 978-85-65765-41-1.

livroparcerialogo

Redes Sociais:  FacebookTwitter Skoob.

Anúncios

14 comentários em “Cartas de Amor aos Mortos

  1. Uau, Dani ❤ , que resenha maravilhosa e inspiradora!
    Não imaginava que esse livro fosse tão cheio de emoções assim…amo livros que nos envolvem tanto e que quando acaba ficamos sentindo um vazio imenso. (Só tenho medo de lê-lo e me senti vazia ao término)
    Achei interessante o tema das cartas e ainda mais por ser cartas para pessoas famosas que já morreram, (ainda mais você se referindo ao livro que é um amor)
    A sua resenha está linda Dani !
    Obs: Você me recomenda?
    Beijosssss

    Curtir

  2. Dani, você não gostou muito de ‘As Vantagens de Ser Invisível’? Eu amei tanto o livro como o filme!!
    Agora fiquei interessada nesse livro, gosto quando a forma em que a história é contada foge do padrão *–*
    Beijos ❤

    Curtir

  3. Mocinha,

    Falei que melhorava depois da página 100 mais ou menos, hahaha. Eu gostei do livro, embora ainda prefira o do Chbosky, que faz mais com menos páginas. Acho os dois livros muito parecidos em vários pontos, mas não tiro o mérito da Ava, ficou muito bacana.

    Beijo ♥

    Curtir

  4. Eu quero taaaaaaaaaaaaaaaaanto ler esse livro que vou chorar se não ler. Depois da sua resenha e de todas que li na sociedade eu não consigo não pensar que esse livro vai ser tudo que eu preciso no momento e do jeitinho que eu gosto. Apenas PRE-CI-SO!

    Eu estou ausente, sorry, mas estou voltando aos poucos.

    Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s