Livros

Mais Pesado Que O Céu

_DSC0018 cópianir Mais Pesado Que O Céu – Um biografia de Kurt Cobain, foi a minha segunda leitura biográfica deste ano e posso dizer que o título faz jus ao nome do livro, foi literalmente um livro “pesado” de se ler. Baseado em mais de 400 entrevistas durante um período de 4 de pesquisas e acessos  arquivos pessoais da vida de Kurt, Charles R. Cross dá vida ao livro sobre a história de como um garotinho da cidade de Aberdeen, Seattle, que se tornou uns dos maiores roqueiros da sua geração.

Sinopse: Biografia completa do líder da banda Nirvana, responsável por colocar Seattle no cenário do rock internacional. A pesquisa do jornalista Charles R. Cross durou quatro anos. Foram mais de quatrocentas entrevistas e livre acesso a diários, letras e fotos do cantor. Ele reconstitui a infância de Cobain, que vivia num trailer com a família, a ascensão meteórica e sua conturbada relação com Courtney Love, entre outros detalhes.Fonte:Skoob

Logo de cara já nos deparamos com uma foto de Kurt na capa com os olhos tristes. Neste exato momento estou com o livro aqui no meu colo olhando para capa para tentar descrever o que foi ler a sua biografia. É difícil explicar, tantas coisas aconteceram tendo início quando ele era apenas um garotinho de cabelos loiros e com os olhos fortemente azuis, Kurt era um amorzinho de criança, era aparentemente feliz se não fosse pelo fato de seus pais, muitos jovens por sinal, divorciarem e trazerem à tona diversas dificuldades de relacionamento entre eles.

Em meio a tormentos de uma família desestruturada, Kurt conhece a música como seu único refúgio para suas frustrações e angústia. O sucesso meteórico do Nirvana veio de uma maneira insperada e o resultado de um comportamento depressivo, mais drogas e mais pressão na sua vida pessoal, resultou ao uns dos momentos mais tristes da história da música no dia 5 de abril de 1994.

Com esse fim inevitável, continuei a leitura por mais que a minha voz interior gritava dizendo: “pare, você não precisa ler isso! Você sabe o que vai acontecer!”, lutei contra ela e fui até o final por mais doloroso que seja. Não sou lá uma super fã de Nirvana, nem me considero fã na verdade, mas ele fez parte da minha adolescência e chegar mais perto da sua vida e ver todos esses acontecimentos e frustrações o atingirem dessa maneira sem você poder fazer algo é realmente perturbador. Charles R. Cross autor de diversas biografias, tais como Led Zeppelin: Heaven and Hell, escreveu sobre a vida de Kurt da maneira mais leve possível, mas também conseguiu transmitir aquela vontade de que se pudesse estar lá poderia ter como salvá-lo. _DSC0007 cópianirvana

“(…) O pior crime que eu posso imaginar seria enganar as pessoas, sendo falso e fingindo que estou me divertindo cem por cento. Às vezes sinto como se eu devesse marcar o cartão de ponto antes de sair para o palco. Eu tentei tudo o que estava em poder para gostar disso, e eu gosto, Deus, acredite-me, eu gosto, mas não é o bastante. Me agrada o fato de que eu e nós influímos e distraímos muita gente. Devo ser um desses narcisistas que só gostam das coisas quando ela se acabam.”

“Existe o lado bom em todos nós e acho que simplesmente amo demais as pessoas. Tanto que isto me faz sentir também terrivelmente triste.” – Carta de suicídio de Kurt Cobain, 4 de Abril 1994, página 403.   

 Mais Pesado Que O Céu – Uma biografia de Kurt Cobain – Charles R. Cross.

Nota: 5/5.

Páginas: 450.

Ano: 2013.

Editora: Globo Livros.

ISBN: 978-85-250-3515-8.

Sobre o autor

Charles Cross headshot

Charles R. Cross atualmente mora em Seattle, é editor e uma das suas primeiras publicações foi uma matéria sobre a banda Nirvana para a revista The Rocket. Hoje suas matérias podem ser vistas nas revistas Rolling Stone, Esquire e Spy. Site Oficial.

Redes Sociais:  FacebookTwitter Skoob.

“Kurt Cobain era a própria contradição” – Charles R. Cross

Anúncios

6 comentários em “Mais Pesado Que O Céu

  1. Quero muito ler essa biografia e ao mesmo tampo não quero, pelo mesmo motivo que você queria desistir da leitura rs. Sou muito Fã do Nirvana e do Kurt, mesmo sabendo já bastante sobre sua história, sempre quero conhecer um pouco mais dele, tentar chegar um pouco mais perto do que ele foi e do que representou para a cena do Rock. Mais acho que no fundo não vou conseguir ler, porque só de ler Cartas de amor aos mortos, que são cartas escritas para ele eu já meio que fiquei desolada rsrs ( Inclusive tem resenha lá no blog).

    Adorei a Resenha e quem sabe um dia eu tomo coragem para ler hahaha

    Beijo Dani!!!!

    Curtir

    1. Olha é realmente perturbador a história dele, recomendo que quando você for ler leia quando estiver se sentido feliz e firme com isso, porque mexe muito com a cabeça. Kurt era um amorzinho de pessoa, e isso que ele fez ainda não dá pra acreditar.
      Vou ver sua resenha de Cartas de Amor aos Mortos. 🙂
      Beijocas!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Sempre gostei do Nirvana, mas também não sou lá das graaandes fãs. Lembro que quando li Carta de amor aos mortos fiquei com essa sensação, que as coisas pra ele poderiam ter sido diferentes, mas bem… não foram, né?
    Pelo que tu falou a biografia parece ser ótima, mas vou deixar pra ler em um momento que esteja mais aberta pra histórias densas, como a vida de Kurt. No momento do tentando ler coisinhas mais leves. (;
    =*

    Curtir

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s