Seriados/ Programas de TV

Anne With An “E”

Mês passado, a nossa querida Netflix estreou a série “Anne With an E“, uma história sobre uma menina órfã  que acaba indo por engano para a casa dos irmãos solteiros e sem filhos, os Cuthbert que queriam adotar um menino para ajudá-los nas atividades da fazenda. E é assim que Anne começa sua história na fazenda de Green Gables, uma trama que a princípio pode soar bem inocente mas que envolve questões fortes e muito atuais.

Anne Shirleycom ênfase no E– é uma garota extremamente sonhadora que fala pelos cotovelos que dotada de um carisma sem fim ela consegue quebrar a solidão que os irmãos Marilla e Matthew abraçaram para si. Essa personalidade de Anne é reflexo de tudo que ela passou antes de chegar aos Cuthbert, num período onde crianças órfãs eram hostilizadas pela sociedade, Anne esconde suas angústias e traumas nos seu jeito sonhador de ver as coisas o que acaba gerando alguns problemas para sua nova família.

Problemas com preconceito, assédio sexual e até feminismo são abordados na série que trás leveza mas ao mesmo tempo aquela leve cutucada na alma que é quase impossível não se emocionar com a pequena Anne diante das dificuldades que ela passa. Não sei quem fez a escolha de elenco para essa série, mas está de parabéns pela escolha da atriz principal que interpretou a personagem  com uma vivacidade e sentimento que é de deixar muito ator conceituado por aí no chinelo (essa cena do gif aí em cima eu chorei horrores). O elenco secundário também não fica para trás, Marilla e Matthew estão ótimos e ter contado um pouco mais da sua história, o motivo de eles escolherem ficar sozinhos é bastante tocante. Destaque também vai o fofíssimo Gilbert Blythe e a Diana Barry a nova grande-amiga-para-sempre de Anne, que renderam tramas muito legais, tocantes e divertidas.

Agora vamos aos aspectos técnicos da série que possui uma abertura MA-RA-VI-LHO-SA! Sério, achei belíssima arte que fizeram para série dando uns aspecto de fantasia bem com o jeitinho sonhador da protagonista. A ambientação da história é linda, parece ser tirado de um sonho! Quando assistir, jurava que era na Irlanda pelo aspecto meio élfico mas para minha surpresa o seriado foi gravado no Canadá que inclusive tem uma fazenda chamada Green Gables na província da Ilha do Príncipe Eduardo.

Tudo isso porque a série é baseada nos livros Anne Shirley ou Anne de Green Gables da escritora canadense Lucy Maud Montgomery sendo publicado em 1908. Os livros também já se aventuraram pelas telas de cinema e da TV sendo a mais famosa a versão de 2000 que dá continuidade a história da Anne.

Anne With An E tem sete episódios e todos já estão disponíveis na Netflix, sendo uma ótima pedida para você que está procurando o que assistir nesse clima gostoso de inverno.

 

Já assistiu? Deixe um comentário, vamos conversar! ❤

E Netflix confirma a segunda temporada por favor, não te faz de doida!

Redes Sociais:  FacebookInstagramTwitter

Seriados/ Programas de TV

How I Met Your Mother

how-i-met-your-mother

Nunca antes uma série trouxe um misto de sentimentos como foi How I Met Your Mother. Durante essas nove temporadas, pude ver não só desenrolar da história de Ted Mosby em busca da mulher da sua vida, mas também vi um pouco da minha.

Por mais que se trate de uma série de comédia e com momentos bastante absurdos, How I Met Your Mother nós trás aquela lição de moral de que a vida está ai com seus autos e baixos porém temos que aproveitar o máximo dela.

tumblr_n9pjggev7w1rey868o1_500

Momentos ruins, bons, engraçados e tediosos são parte da vida e cabe cada um de nós decidir como reagir a isso. Decisões tomadas, arrependimentos e o famoso “e se…?” fazem parte dessa composição e a maneira como é abordado na série é tão surpreendente que foi quase impossível não sofrer e torcer pelos personagens, acho que por trazer esse realismo veio essa grande a proximidade com público que abraçou a série por nove temporadas.

curiosidades-sobre-how-i-met-your-mother_21

Por mais que final tenha sido polêmico, How I Met Your Mother é aquela série que você acaba voltando para ela por ter tanto carisma e simpatia pelas histórias de Ted, as conquistas de Barney, as tramas da Robin e o casal mais fofo e querido de todos os tempos Lily e Marshall, ou melhor LilyPad e Marshmallow. ❤

E você já assistiu a série? Não? Então corre que todas as temporadas disponíveis na Netflix.

Redes Sociais:  FacebookTwitter Skoob.

Me siga no Snapchat: daninhafarias 🙂

“This is going to be  leng… wait for it… DARY!”

Seriados/ Programas de TV

Tag: Séries

i460275

Oi, oi gente!

Mas uma vez tive uma semana meio complicada e ai não consegui postar! Mas agora estou de volta com uma tag que vi no blog  Redatora de Merda, da Adriana Cecchi a nova integrante da Sociedade ❤ e como fucei o blog dela, achei essa tag bem legal e decidi responder. 🙂

Então vamos às perguntas:

1- Qual é sua série favorita de todos os tempos?

Sherlock da BBC.

2- Qual é seu personagens preferido de todos os tempos?

Sherlock. haha 😀

3- Cite uma série que você viciou.

No momento estou numa ~vibe~ de True Detective.

4- Cite um personagem que você tem algo em comum.

Daenerys Targaryen, porque tenho dragões presos aqui atrás de casa! haha
Mentira, tenho não…. #Chateada 😦

5- Cite uma série que todo mundo gostou (ou gosta) e você não.

Orange is The New Black e Breaking Bad. Tentei gente, mas para mim não rola. Sorry.

6- Qual sua série favorita dos últimos tempos?

Bates Motel tem feito a minha cabeça, estou ansiosa pela próxima temporada!

7- Cite um protagonista que você não gosta, mas curte a série

Clara Oswald, a companion do Doctor Who. Gente, alguém sabe quando ela irá sair? Mina chata! #SaudadesAmyPond

8- Você assiste alguma série brasileira?

Olha, na verdade não. Tenho vontade de assistir, espero que a Netflix comece a produzir mais séries nacionais. Tentei assistir da HBO, que não lembro o nome agora, mas não consegui acompanhar. 😦

Não vou indicar ninguém, mas se você gostou sinta-se à vontade em responder. 🙂

Até o próximo post!

See ya!

Redes Sociais:  FacebookTwitter Skoob.

Seriados/ Programas de TV

Série do mês: Bates Motel

Olá gente!

Hoje estou aqui para falar (escrever, na verdade), sobre a minha nova série queridinha do mês, a série Bates Motel.

223462-bates-motel-bates-motel-poster

A série é baseada no filme clássico de Alfred Hitchcock, o Psicose de 1960 um dos maiores filmes de suspense e horror de todos os tempos, que também é baseado no livro de  mesmo nome do autor Robert Bloch que teve como inspiração o assassino de Wisconsin, Ed Gein. Se você não sabe quem  foi Ed Gein, ele foi um homicida que ficou famoso  por seus crimes de assassinato que em exumava o corpo das vítimas e defuntos para tê-los como lembrança. Tenso não?

A história da série ocorre antes dos acontecimentos do filme onde vemos a relação de Norman Bates com sua mãe Norma, que após a morte de seu marido decide mudar de cidade para recomeçar uma nova vida. Aqui vemos uma relação bastante estranha entre mãe e filho, passando um pouco mais do amor incondicional e levando a sérios problemas psicológicos em ambas as partes. Norma é uma mãe super protetora e bastante autoritária, somos levados a uma jornada onde o passado a sombra e como ela tenta contornar os erros fazendo com seu filho torne-se um refém das tentativas frustadas de protegê-lo do mundo. Isso acaba gerando em Norman um problema de personalidade, já que o garoto não consegue desenvolver sua percepção sobre a vida. E para piorar uma série de assassinatos começam a ocorrer e todos tem de algum modo relação ao comportamento de Norman.

O que é mais legal da história, apesar de serum prólogo da história do filme, a série não deixou o clima dos anos 60 de lado mesmo sendo ambientada nos tempos atuais. White Pine Bay, a cidade da série, trás também um certo ar de suspense e mistério já que os moradores das cidade parecem ser bem hostis com a chegada dos Bates a cidade. Personagens secundários foram adicionados a trama para desenvoltura da série e trás personagens muito interessantes, como o Dylan o meio-irmão de Norman, que chegou como um “rebelde” porém no decorrer das temporadas foi tornando-se  uma grande ajuda para sua mãe em meio a tantos problemas. E também temos a fofa Emma que sofre de fibrose cística, mas que enfrenta a doença com bom humor e coragem quebrando um pouco do clima tenso da série.

Outro destaque da série são as  atuações de Vera Formiga e Freddie Highmore que são espetaculares, ambas atuações conseguem prender o telespectador de uma maneira tão intensa, que até nos momentos em que protagonistas fazem coisas não muito legais, me fazem ainda torcer por eles! Apesar dos pesares, Norma e Norman ainda conseguem nos cativar afinal são apenas pessoas tentando viver num mundo hostil e sinistro do qual vivem.

Bates Motel tem as duas temporadas disponíveis na Netflix e a terceira temporada já está passando aqui no Brasil pelo canal Universal, todas às quintas-feiras às 22:00 horas.

Gosta da série? Deixe sua opinião sobre ela nos comentários abaixo! Ah, e dicas de novas séries também são bem vindas. 🙂

Espero que tenham gostado e até a próxima!

Redes Sociais:  FacebookTwitter Skoob.